Páginas

Música Brasileira

"Não é bom para o homem estar só mas ele está só, mesmo assim, ele espera e está só, ele adia e está só, só ele sabe que mesmo adiando chegará."
Natan Zach

quarta-feira, outubro 12, 2005

Vária

... Queria começar uma história que terminasse com final feliz, mas histórias não têm finais, são desdobramentos... Vão se fazendo a cada pensamento, a cada instante...
Contar uma história é estar preso a ela, ou melhor, é continuar... A gente continua sempre, essa é a história... Mas como continuar uma história se ela não conta muito, se ela não retrata o que se quer retratar, se ela não se interpreta?
Sei que nem sempre vivemos a história que queríamos ou sonhavamos viver, mas temos uma história, uma história única e vária... Já falei, um dia, em retalhos e em pontos de costura, continuo pensando da mesma forma: nos preocupamos com a escolha dos retalhos, com a disposição que daremos a eles, com a composição das formas e cores...
Sem nos darmos conta de que o resultado final é o que realmente importa, os pontos que unem os retalhos representam a continuidade da história, se forem folgados não darão consistência a ela, se forem muito apertados, a costura ficará repuxada, incômoda...
Nem sei direito sobre o que estou escrevendo, nem pensar consigo, mas estou tentando interpretar uma pequena parte da minha história, apenas tentando. Sou uma pessoa desavisada... Se eu tivesse prestado atenção em tudo o que minha nôna dizia quando, sentada em sua cama com sua máquina de costura manual no colo, costurava retalhos para fazer uma colcha...
Minha nôna era uma mulher sábia, brigava comigo quando eu insistia em colocar retalhos listrados junto com retalhos listrados, retalhos floridos junto com retalhos floridos... Cores em degradê... Ela dizia que quanto mais espalhados mais bonito ficaria o resultado final, dizia ela que a linha deveria ser fina, mas forte, para não desmanchar a costura...
Uma linha fina e forte da mesma cor do fundo, não da mesma cor dos retalhos... Afinal retalhos são muitos mas o fundo é um só... Um fundo claro é melhor que um fundo escuro fica mais fácil combinar a cores... Claridade é essencial para o resultado final... Minha nôna era ótima costureira, fazia colchas lindas, nem se viam os pontos...
Essa é uma história única e vária sem final... Muitos pontos para muitos retalhos num fundo único mas não muito claro... Queria começar uma história que terminasse com final feliz, mas histórias não têm finais, são desdobramentos...

a sOoL!!

Um comentário:

Enigma disse...

Como te prometi na sala,cá estou para ler e apreciar as OBRAS de quem tem sempre ALGO para dizer e partilhar!histórias são o seguimento do PRESENTE!!!!PARABÉNS